top of page

Quarentena - dicas para driblar a ociosidade e criar algo novo

O grande perigo por trás de longos períodos de ociosidade forçada pelo no atual cenário de pandemia em que vivemos são as crises de depressão e ansiedade. Leia aqui alternativas para não cair nesse abismo mental e passar pela quarentena de uma maneira mais mentalmente saudável



Drible o tédio do confinamento criando rotinas em casa
Drible o tédio do confinamento criando rotinas em casa

Pra quem está de quarentena desde a semana passada como eu (entrei na terça feira passada). Estamos começando a segunda semana de confinamento forçado. Quem está seguindo as recomendações corretamente, com certeza está passando muito mais tempo em casa do que jamais imaginou. E o que complica a situação é a incerteza do fim desse isolamento.

Agora é que vai começar a cair a ficha de que não são férias, nem feriado. Os vídeos engraçados não terão mais tanta graça, a TV não terá mais o mesmo prazer, a pipoca vai começar a perder o gosto, o dolce far niente (frase italiana traduzida para algo como,"agradável ociosidade") também já não vai fazer mais tanto sentido. A cama vai começar a ficar desconfortável, o sofá também, o jardim já vai estar em ordem, o cachorro de banho tomado, todos os jogos de tabuleiro já foram jogados, a criatividade para entreter a criançada já acabou, todas as dicas da internet e das redes sociais já foram seguidas, todas as maratonas da Netflix foram concluídas com sucesso... E por aí vai!


Nós somos acostumados a sermos dinâmicos, fazer mil coisas ao mesmo tempo, sempre reclamando que estamos sem tempo. Agora, temos tempo de sobra sem saber mais o que fazer com ele. A mente vazia vai começar a ser o nosso maior inimigo. É uma porta escancarada para a depressão, para a sensação de inutilidade e para ansiedade provocada pela incerteza do momento. Você vai começar a buscar na sua mente alternativa para "matar o tempo", além, é claro, de ter que lidar com toda a tensão do perigo que nos espreita lá fora.


Agora é o momento de encontrar uma solução para essa situação.

Por isso, eu sugiro que vocês criem algum tipo de rotina para seguir... Dá só uma olhada nas dicas que eu separei pra você!


Procure a pensar nesse período de isolamento social como um tempo para se reinventar! Está tudo aí, dentro de você! Basta você usar as ferramentas certas e... voilà! Mente e corpo vão sair dessa com um novo fôlego para seguir em frente! Vamos! Você consegue.

Busque ocupar a mente com novos desafios




Se você estava acostumado a levantar cedo para trabalhar, volte a fazer isso. Mesmo que você esteja sem trabalho no momento, busque algo que vá exigir um trabalho mental.

Um curso mais extenso e complexo pode ser uma boa alternativa. Faça-o diariamente com horários pré determinados.


Tire aquela ideia de negócio da mente, transforme em projeto e coloque-o no papel. Trabalhe nele etapa por etapa. Minha sugestão é, se você não sabe montar um Plano de Negócios, o Sebrae disponibiliza gratuitamente um passo a passo de como montar um. É trabalhoso, minucioso e vai te demandar um tempo de elaboração.

Talvez, com a incerteza do nosso futuro econômico, um negócio bem planejado por ser uma boa alternativa para escapar de uma eventual crise financeira. E como você tem tempo de sobre nesse momento, você vai conseguir planejar e prever os desafios que poderão surgir e estar preparado para lidar com cada um deles.


Outra coisa! Você sabe exatamente quais são todas as suas habilidades? Que tal listá-las? É possível que você possa encontrar alternativas para ganhar dinheiro e nem sabia! Afinal, estamos tão no "piloto automático" que nem paramos para pensar mais profundamente sobre isso.

Quer ver um exemplo?

Você trabalha como gerente de uma empresa, tem vasto conhecimento em gestão de negócios, pessoas, financeira etc.

Já pensou que você pode transformar essa habilidade em um negócio, como uma consultoria, para pequenos e novos empreendedores? Então! Olha a quarentena fazendo surgir um novo empreendedor qualificado no mercado! Para isso, procure listar todas as suas habilidades, conhecimentos e experiências. Depois, faça uma pesquisa na internet sobre profissionais autônomos atuantes no mesmo segmento e localidade em que está. Veja como ele se apresenta, como apresenta seu negócio, como ele se "vende" no mercado, (as redes sociais como o Instagram e o Linkedin são ótimas para isso).

Agora, volte naquele link do passo a passo ali em cima e comece a planejar sua nova carreira!


O dilema do Home Office



Outro ponto que quero abordar nesse post é o Home office. Se você não está acostumado com essa forma de trabalho e, de repente, seu viu tendo que seguir atuando nessa condição, você pode estar enfrentando um grande desafio de espaço e de organização das tarefas.

Eu trabalho em home office desde de 2017 e posso te falar, pela minha experiência, que é sim um grande desafio. A maioria das pessoas ainda confundem trabalho remoto com liberdade de tempo para fazer o que quiser, E não é bem assim.

Eu vi um vídeo no Tik Tok (sim, eu tenho Tik Tok..rsrsrs) onde uma moça está reclamando do marido que está em casa, mas está o tempo todo em call e não a ajuda com nada. Se eu pudesse eu diria para essa moça. "Escuta! Se ele estivesse no trabalho, você estaria ligando pra ele a todo momento, pedindo para ele lavar a louça, recolher o lixo etc. Não né! Ele está trabalhando! Deixe-o trabalhar".

Também vi outro vídeo de um marido reclamando a mesma coisa de sua mulher. Que ela não saia do computador, não desgrudava do telefone, toda hora era e-mail e mensagem e dar atenção pra ele que era bom, nada! Gente! Ela está trabalhandoooooo!


Esse é o grande problema do Home Office, as outras pessoas não entendem que você está trabalhando sim, e muito, e que a cada interrupção é uma perda de concentração que leva em média de 8 a 10 minutos para ser retomada.

Então, diga para as pessoas de casa que de tal a tal horário você estará trabalhando e que não poderá ser interrompido. Procure um lugar mais calmo e silencioso da sua casa. Pode ser seu quarto, ou até adaptar aquele quarto de visitas ocioso para isso. Lembre-se de deixar à mão tudo o que você precisa para trabalhar como canetas, blocos de anotações, carregador de celular, de notebook, impressora, etc. Monte realmente uma estação de trabalho. Evite trabalhar na mesa de jantar, é um espaço comum da casa e tem uma grande circulação de pessoas e muito barulho aleatório, um verdadeiro veneno pra concentração, principalmente para quem não está acostumado.

Ah! e uma boa caneca de café à mão é ótima para dar aquela concentrada! Não esqueça de colocar uma garrafa de água por perto também. Agora, é muito bom dar uma "circulada" de tempos em tempos. Isso ajuda a reorganizar as ideias. Levante-se da cadeira, olhe pela janela (que deve estar aberta durante essa pandemia), estique-se, espreguice, troque de posição, alongue-se! Isso ajuda e muito, não só a sua mente, como o seu corpo também! Planeje-se para fazer isso a cada 40 minutos ou após a conclusão de uma determinada tarefa.


Agora, se por um lado tem as interrupções são comuns nesse modelo de trabalho remoto, o Home Office traz uma tendência a trabalhar mais do que o normal. Eu falo por mim! Às vezes, eu fico tão envolvida numa criação que, quando olho no relógio, já são nove, dez da noite! Tome cuidado com isso! Determine um horário para início e fim do expediente! (vou começar a fazer isso urgente!).


Enfim, espero, de verdade, que esse post possa te ajudar a driblar esse momento das nossas vidas e que você saia dessa quarentena uma nova pessoa, mais disposta a enfrentar o que está por vir e com as ferramentas certas para isso!


Aproveita e me conta como está sua quarentena? O que achou dessas dicas? E como pretende aplicá-las nesse período!

Vou ficar muito feliz ler sua história a iniciarmos um bate papo colaborativo sobre esse assunto!


E se você tiver alguma dica para eu escrever aqui, me mande também! Vai ser ótimo!


Ah! Pra quem quiser, meu Tik Tok é fabianacunhajornalista

Igual ao meu Instagram! @fabianacunhajornalista

Me segue lá!


Um grande abraço (virtual) e até o próximo post!



177 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page